Leishmaniose, o que é? - Centro Veterinário Encosta das Maias
  • Prevenção e Cuidados
  • Leishmaniose, o que é?

    leishmaniose

    Tudo o que deve saber sobre a Leishmaniose

     

    No artigo anterior, falámos da importância da desparasitação do seu animal. Este tema é importante ser falado, quando abordamos o tema da doença Leishmaniose. Esta doença é causada pela infeção de um parasita. Nesta medida, não se deve dizer que a Leishmaniose sucede a uma picada de um mosquito, uma vez que é devida à picada de um inseto flebótomo.

    Assim sendo, a doença poderá evoluir de uma forma altamente grave. Quem mais sofre desta doença são os cães, sendo menores os casos que afetam as pessoas ou os gatos.

    Quais são os sítios onde o meu cão está mais propenso a sofrer desta doença?

    Infelizmente, vivemos num lugar altamente desfavorecido no que diz respeito a este parasita, pois as temperaturas são elevadíssimas. Por consequência, a época considerada de maior risco é o Outono e a Primavera.

    Existem vários tipos de Leishmaniose?

     

    Sim. Existe a Leishmaniose Cutânea, e a Visceral.

    O que que distingue uma da outra?

     

    A primeira, é caracterizada pela existência de feridas à superfície da pele. Normalmente localizam-se, não só nas orelhas, mas também por cima dos olhos. Numa fase mais avançada poderão surgir no nariz ou na boca. Muitos veterinários afirmam que numa fase inicial, estas feridas são de tamanho muito pequeno e indolores. Contudo, numa fase posterior, é normal que aumentem o seu tamanho e que sejam provocadoras de dores, uma vez que, a sua cicatrização é muito prolongada.

    A segunda, é uma doença que afeta vários órgãos internos, não só a medula, como também o fígado e o baço.

    Quais os sintomas de cada tipo de doença?

    Os sintomas da Leishmaniose Cutânea, são muito perceptíveis. Primeiramente aparece na pele uma pequena mancha vermelha e numa fase mais avançada é normal que, resulte numa ferida.

    Já os sintomas da Leishmaniose Visceral são, a perda de peso, o aparecimento de febre ou o aumento do fígado, entre outros.

    Como posso precaver o meu cão da Leishmaniose?

    Para não existir qualquer preocupação da sua parte, o melhor investimento que poderá efetuar, é apostar na prevenção do seu animal. No último artigo, apresentamos a importância da desparasitação do seu animal.

    Se necessita de algum conselho, ou sugestão sobre esta doença, pode contar com o Centro Veterinário Encosta das Maias, uma equipa dedicada e empenhada.

    Relembramos ainda que está a decorrer uma Campanha, que na ida a uma consulta de rotina, poderá obter um desconto de 50% para um serviço de estética animal.